Konjiki no Word Master – Capítulo 91

“Capítulo 91 de Konjiki no Word Master Repostado.”

Sim, estou postando o capítulo 91 de Konjiki no Word Master, pois a tradução anterior feita pelo Hirune foi perdida quando ele deletou o site dele, assim era necessário que alguém o retraduzisse, assim eu o retraduzi já que eu tava com tempo livre. Qualquer erro tanto na tradução como na ortografia deixem por favor nos comentários avisando.

Tradução feita por (ShinigamiHentai) – Esse capítulo foi traduzido do Blazing Translations.

Visite nosso site que traduz mangás: OtakuBR – Mangás.


 Capítulo 91: A Decisão de Camus

“Bem…”

Jin-u, o observador, encarou a situação com os olhos bem abertos em surpresa. Ele virou a cabeça lentamente em direção a Hiiro.

“Oi, acabou.” (Hiiro)

“Sem chance… chefe…” (Jin-u)

“Você está ouvindo?” (Hiiro)

“Chefe…” (Jin-u)

Ele não parece estar ouvindo afinal.

“…Hm, acho que não tenho escolha.” (Hiiro)

Hiiro deu de ombros como ele embainhou sua espada. Então ele se moveu lentamente na direção de Camus. As agulhas de areia que rodeava o Camus retraíram de volta para o chão. Camus, que parecia ser apoiado pelas agulhas, caiu sobre os joelhos.

“Oi.” (Hiiro)

“……” (Camus)

Camus levantou o rosto e fez contato visual com Hiiro. Seu rosto era inexpressivo como de costume, ainda, os olhos dele estavam obscurecido com lágrimas. Era certo que ele ainda estava mortificado por sua derrota.

“Decepcionado?” (Hiiro)

“…Mortificado.” (Camus)

“Bem, isso é porque eu sou forte.” (Hiiro)

“Eu sou… forte também.” (Camus)

“Mesmo assim, você perdeu para mim.” (Hiiro)

“Eu…. Eu não estava sério ainda.” (Camus)

“Mesmo assim. O único que perdeu essa batalha foi você.” (Hiiro)

“……” (Camus)

Hiiro pegou o par de espadas nas proximidades e jogou-as de volta para Camus.

“Você disse isso antes, certo? Você vai proteger sua tribo.” (Hiiro)

“……un…” (Camus)

“Isso inclui todas as crianças que adoram você também, certo?” (Hiiro)

“É claro”. (Camus)

“Mas se você continuar assim, eles vão morrer num futuro próximo.” (Hiiro)

“S-Sem chance! Eu vou protegê-los!” (Camus)

“Mesmo que você perdeu para mim?” (Hiiro)

“Isso… Isso é porque… que…” (Camus)

Incapaz de inventar uma desculpa razoável, Camus abaixou a cabeça.

“Você não está protegendo-os.” (Hiiro)

“…eh?” (Camus)

“Mesmo se você diz que está protegendo eles, tudo o que você está fazendo é colocá-los em perigo.” (Hiiro)

“…Então o que eu deveria… fazer?” (Camus)

“Não seja ingênuo. Pense por si mesmo.” (Hiiro)

“…”

Como Camus respondeu enquanto usava uma expressão deprimida, Hiiro não suportava vê-lo nesse estado. Ele começou a falar involuntariamente o que estava na cabeça dele.

“Se fosse comigo… Eu eliminaria todo e qualquer obstáculo em meu caminho.” (Hiiro)

“Eliminar… os obstáculos? Todos eles?” (Camus)

Camus olhou Hiiro com uma expressão de espanto.

“Aa, todos eles. Eu sou uma pessoa gananciosa. Eu vou tomar o que eu quero e eu não darei a ninguém. Portanto, não vou deixar ninguém tirar nada de mim. Por fazer isso, vou proteger tudo.”(Hiiro)

Hiiro e Camus  olharam um ao outro. O silêncio entre eles durou por um momento. Então, ao contrário de antes, os olhos de Camus se iluminaran com vida.

“…..O nome, pode me dizer?” (Camus)

“……Hiiro. Hiiro Okamura.”(Hiiro)

“Hiiro… Hiiro… é Hiiro. Un… Eu vou lembrá-lo.” (Camus)

Camus olhou para Hiiro com uma expressão sincera.

“Eu sou… Camus.”(Camus) (NT: Até pensei em fazer piada.)

“Eu sei. Mas você vai ser chamado de Nitouryuu.” (Hiiro) (NT: Nitouryuu é algo como “Estilo de Duas Espadas/Lâminas”.)

“Muh… Me chame de Camus.”(Camus)

“Eu me recuso. Se você quer ser chamado assim, então faça-me reconhecê-lo.”(Hiiro)

“Reconhecer…?” (Camus)

Naquele momento, duas crianças da multidão correram para os dois.

“Camus Camus~!” (Criança A)

“Você está bem?” (Criança B)

“Kora~. Seu próximo adversário sou eu!” (Criança C)

As crianças, querendo proteger Camus, ficaram entre os dois como eles olharam para Hiiro com hostilidade.

“Chefe, você está bem?” (Criança C)

“Un. Vocês… devem parar.” (Camus)

Camus repreendeu as crianças

“Eh, mas, mas-!” (Criança A)

“Isso mesmo. Ele intimidou Camus Camus!” (Criança B)

“Eun. Está tudo bem… Hiiro é… um convidado.”(Camus)

As crianças olharam para Camus com uma expressão vazia.

“Nh? É assim?” (Criança A)

“Se Camus Camus diz assim, então…” (Criança B) (NT: Essa repetição do nome de Camus estava assim nos gringos então deixei também.)

“Eu-Eu acho que tudo bem….” (Child C)

As crianças parecem aceitar relutantemente a resposta de Camus. No entanto, uma das crianças ainda encarou Hiiro enquanto eles falaram.

“E-Entendeu!? Camus Camus disse que está ok, ma~s não fique arrogante. ” (Criança B)

“Cale-se, moleque!” (Hiiro)

Como Hiiro retornou a encarada, as crianças gritaram “Hyi!” antes de se esconderem atrás de Camus.

“Parece que finalmente chegamos a uma conclusão.” (Sivan)

Como Sivan falou, Liliyn também reagiu.

“Mas, como esperado da 《Rosa Vermelha》. Para encontrar alguém como ele. Eu não esperava que Camus perdesse.” (Sivan)

“Hmph. Eu te disse antes, certo? Que você seria capaz de ver algo interessante. ” (Liliyn)

“Hoh Hoh Hoh, esse parece ser o caso, não é.” (Sivan)

Sivan virou-se para encarar Hiiro enquanto ele falava.

“Isso de lado, desde que o conheci, eu senti algo estranho vindo dele. Quem é ele?” (Sivan)

“Eu não tenho nenhuma obrigação de lhe dizer.” (Liliyn)

“Eu também… quero saber.” (Camus)

Camus, cujos olhos brilhavam (KiraKira) com curiosidade infantil, sem perceber tinha aparecido ao lado dela, surpreendendo os dois.

“Sobre Hiiro… você… pode me dizer?” (Camus)

“…Eu recuso. Eu vou pensar a respeito quando você também for reconhecido por mim.” (Liliyn)

Camus baixou as sobrancelhas com pesar. No entanto, ele fez uma declaração.

“Nn… Eu vou ter certeza de ouvi sobre isso algum dia.” (Camus)

Parece que Camus tinha decidido algo. No entanto, Hiiro simplesmente olhou para Camus com uma expressão espantada como ele soltou um suspiro. Liliyn então deslizou para mais perto para Hiiro e falou em uma voz pequena, semelhante a um sussurro.

“Como esperado, você realmente é interessante.” (Liliyn)

“…Não sei do que você está falando.” (Hiiro)

Desta vez, embora Hiiro estava irritado pelo fato de que ele teve que improvisar durante a luta, ele acidentalmente permitiu que Liliyn visse ele usar sua magia várias vezes como resultado. Conhecendo-a, ela era provavelmente capaz de captar as características do 《Mágica das Palavras》 de Hiiro.

(Bem, ela não parece alguém que iria revelar os segredos de outra pessoa. Embora seja irritante  tê-la me observando o tempo todo, acho que posso deixar pra lá.) (Hiiro)

Com isso decidido, todo mundo voltou para o oásis.

“Hi,H-H-H-Hiiro-sama! Estou tão feliz que você está a salvo!” (Shamoe)

“Nofofofofo! Como esperado de Hiiro-sama! Eu acreditei em você, Nofofofofo!” (Silva)

Como ele pensou que eles eram muito barulhentos, Hiiro olhou para Shamoe e Silva, que estavam a fazer um barulhão. Hiiro queria relaxar e descansar perto da margem do lago, quando ele retornou para o oásis, no entanto, a impressão da última batalha era tão vívida na mente dos dois que eles começaram a divagar sobre isso.

“Shamoe… Shamoe… quando você foi arremessado, o coração de Shamoe quase parou!” (Shamoe) (NT: Shamoe muito amorzinho *-*)

“Nofofofofo! Quando isso aconteceu, eu também quase esqueci de respirar!” (Silva)

“Embora seria ótimo se você morresse assim.” (Liliyn)

“Tão cruel! Essas palavras são muito severas, Senhora! Nofofofofo!” (Silva)

Hiiro pensou que era excessivamente barulhento como ele cobriu seus ouvidos. Pensando que ele teria que lidar com estes três ao longo de sua jornada, Hiiro começou a sentir uma sensação de náusea no poço do seu estômago como irritantemente suspirou.

“Hiiro… por um pouco… posso conversar com você?” (Camus)

Camus se aproximou de Hiiro sozinho.

“O que é?” (Hiiro)

“Eu já… decidi.” (Camus)

“…Decidiu o que?” (Hiiro)

“Eu vou… também proteger.” (Camus)

“Proteger o que?” (Hiiro)

“Tudo. Eu também sou… ganancioso.” (Camus)

Ouvindo a resposta, Hiiro involuntariamente sorriu.

“Você disse isto a mais alguém?” (Hiiro)

“Eu disse a Jii-Chan. Jii-chan disse… seguir adiante com… o que eu quero fazer.” (Camus)

“Entendo”. (Hiiro)

Hiiro olhou para o rosto de Camus. Ele era claramente mais velho do que Hiiro, embora, aos olhos do Hiiro, ele era ainda imaturo. Ninguém acreditaria que um jovem como Camus seria o chefe de uma tribo.

No entanto, na realidade, Camus atualmente detém o destino de sua tribo dentro de suas mãos. Tal Camus agora tomou uma decisão. Além disso, a causa dessa decisão, sem dúvida, foi ele mesmo. Isso era algo que ambos Hiiro e Camus entenderam claramente.

“…Então, vai fazê-lo?” (Hiiro)

“Un… eu… nós vamos… derrotar o monstro do deserto.” (Camus)

Na verdade, era algo que ele tinha concordado. Proteger todo mundo. Há um monstro no deserto que pode atacar a qualquer momento. Quando ele ataca, eles lutavam para escapar e depois encontrar um lugar seguro para residir por um período de tempo. Esta foi uma maneira de proteger sua tribo. No entanto, havia sempre a possibilidade de que alguém pudesse ficar ferido ou morto durante o ataque do monstro. Também era claro que se escondendo do monstro nas sombras era nada mais do que ferir o orgulho e limitar as possibilidades deles.

A fim de realmente protegê-los, não havia nenhuma outra escolha mas para eliminar a ameaça. Se eles não podiam sair do deserto, mas aindam sim queriam viver em paz, então eles teriam que se livrar de uma potencial catástrofe.

Essa foi a decisão que Camus fez a fim de proteger o futuro das crianças. No entanto, havia claramente algum perigo envolvido. Seu adversário era um monstro que absorveu os poderes do chefe anterior. Todo mundo estava cauteloso do poder que o chefe anterior possuía. Se o grupo Ashura tivesse participado na batalha, mesmo com algum risco, eles poderiam ter sido capazes de derrotá-lo.

No entanto, Camus, antes de hoje, não estava disposto a correr esse risco, como ele teria que enfrentar um monstro que se assemelhasse a seu pai. Mas hoje, ele tinha chegado a uma decisão. A fim de proteger o futuro da tribo, ele tinha que derrotar esse monstro. Mesmo que o monstro se assemelhasse a ele, não era o seu pai. Camus percebeu que o monstro é um monstro. Ele percebeu isso através de Hiiro. A fim de proteger a tribo, ele precisava seguir em frente. Como foi-lhe dito, ele tomou essa decisão.

Tirando isso, havia claramente um risco enorme. Camus sabia que se todos lutassem com o monstro, então eles seriam capazes de derrotá-lo de alguma forma. No entanto, havia uma grande chance que alguém ficasse ferido ou morto na batalha. Devido a isso, ele encarou Hiiro e falou.

“Hiiro… me empreste a sua força.” (Camus)

Anúncios
Esse post foi publicado em Konjiki no Word Master e marcado por ShinigamiHentai. Guardar link permanente.

Sobre ShinigamiHentai

Um cara muito preguiçoso, que inventou de traduzir novels no site Herói Undead Novels. Mesmo sendo preguiçoso ele costuma prestar bastante atenção em suas traduções para que não contenha erros nela e fique com boa qualidade, o que infelizmente muitos dos auto-proclamados "tradutores de excepcional qualidade" que tem por aí hoje em dia não fazem, e que infelizmente os leitores é quem sofrem para conseguir decifrar esse "novo tipo de português". Existe possibilidades de eu traduzir novels novas ou paradas a muito tempo.

3 respostas em “Konjiki no Word Master – Capítulo 91

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s