Smartphone – Capítulo 02

Olá de novo galera aqui é o furaobil estou postando um novo capítulo de Smartphone, espero contar com vosso apoio e lembrem-se 2 capítulos por dia. Até a próxima.

Tradução feita por (furaobil) – Esse capítulo foi traduzido do Shirogane to Kurogane

Visite nosso site que traduz mangás: OtakuBR – Mangás.


Vol.1 Capítulo 2 – Despertar e um mundo diferente

Quando eu acordei, eu vi o céu. As nuvens se moviam lentamente e podia ouvir o cantos dos pássaros de algum lugar. Eu me levanto e olhar ao redor, e o que vejo são montanhas e pradaria em todos os lugares. Parece eu estou que em algum lugar no campo. Portanto, este é o outro mundo.

(TN: Pradaria é uma planície vasta e aberta onde não há sinal de árvores nem arbustos, com capim baixo em abundância.)

 

Eu vejo uma grande árvore há distância. E vejo uma estrada perto da árvore.

8tFPFRR

[Eu me pergunto se vou conhecer outras pessoas ao longo do caminho.] Touya

 

Eu pensava enquanto caminhava em direção à arvore, e logo vejo um caminho

 

[Bem, o caminho que eu deveria tomar? mas …] Touya

Fico preocupado e indeciso se eu pego o caminho da direita em direção à base da grande árvore ou o caminho para a minha esquerda. Umm, se eu estiver certo, se eu pegar o da direita vou levar uma hora para chegar à uma cidade e se eu for pelo da esquerda, eu levaria 8 horas. … enquanto pensava o meu smartphone no bolso de repente começou a tocar. Quando observei a tela dele estava escrito Deus chamando.

 

[Alo?] Touya

[Oh, está conectado, parece que você chegou em segurança.] Deus

 

Quando coloco o telefone perto do meu ouvido, eu ouço a voz de Deus. Foi apenas recentemente, que nos despedimos, mas ainda assim sentia alguma nostalgia.

[Eu esqueci de mencionar que o mapa e os endereços do seu Smartphone foram alterados para esse mundo. Por favor, use-os.] Deus

 

[Serio? Agora você me salvou de um monte de problemas. Agora mesmo eu estava perdido.] Touya

[Como esperado. Eu pensei que era melhor enviar para um lugar cheio de pessoas, mas acho que poderia ter causado um choque e seria problemático. Um lugar longe dos olhos do público seria melhor, nesse caso, eu não tinha certeza para onde enviar você.] Deus

[Umm, eu entendo.] Touya

Eu respondi enquanto sorria ironicamente. Certamente eu não sei que direção tomar. A verdade era que eu não conhecia ninguém e também não tinha um abrigo.

 

[Não será difícil para você achar uma cidade enquanto você tiver o mapa no seu celular. Bem, então, faça o seu melhor.] Deus

Depois de finalizar a chamada, eu liguei a tela do meu smartphone, e abri o aplicativo do mapa. Um mapa comigo no centro foi aberto. A estrada era longa, enquanto deslizava para baixo achei uma cidade ao oeste. Vamos ver … Rifuretto? a cidade de Rifuretto.

 

[Bem, vamos tomar este caminho.] Touya

Com ajuda do aplicativo de bussola comecei a caminhar para o oeste. Depois de caminhar por um tempo, eu comecei a pensar que esta era uma situação bastante ruim. Primeiro de tudo, eu não tenho comida. E nem água. Mesmo se eu encontrar pessoas, e depois? eu Não tenho dinheiro. Eu tenho minha carteira, mas eu posso realmente usar este dinheiro aqui? Se você pensar logicamente, provavelmente esse dinheiro não é usado aqui nesse mundo. O que devo fazer agora? Enquanto eu caminhava distraído, eu ouvi um som atrás de mim. Eu me virei para olhar e vi algo que se aproxima à distância. Uma carruagem? Esta é a primeira vez que vejo uma carruagem. Espero que alguém me permita entrar… vou fazer o primeiro contato após chegar à esse mundo. Mas essas perguntas vem à minha mente; o que devo fazer? E a carruagem vai parar? Meu pedido de carona pode ser rejeitado. Então eu decidi sair. Por quê? Enquanto a carruagem se aproxima, eu descobri que a carruagem era de alta qualidade. De uma soberba estrutura e construção sólida. Estou certo de que pessoa só pode ser um nobre ou um rico para poder montar em uma dessas. Quando a carruagem passou por mim eu continuei caminhando no do lado da estrada. A carruagem sacudiu e levantou uma nuvem de poeira passando ao meu lado. A carruagem continuou seu curso sem problemas, porem notei que mais à frente a carruagem tinha parado

 

[Você! ei Você aí!] Cavalheiro

A porta do carro se abriu e um senhor de cabelos brancos e um bigode esplêndido emergiu da carruagem. Vestindo um lenço e uma túnica elegante e um broche rosa brilhante em seu peito.

 

[O que aconteceu? …] Touya

Enquanto o senhor aparentemente animado se aproximava de mim em um canto da minha mente eu pensei [Ah, eu posso entender a língua deste mundo] eu estava aliviado. Meus ombros estavam firmemente fixados e meu corpo era visto da cabeça aos pés.

 

[Diga-me, onde você conseguiu essas roupas?] Cavalheiro

[Huh?] Touya

 

Por um momento eu estava atordoado e não entendi o que ele estava tentando dizer, mas o cavalheiro com o bigode caminhou em volta de mim casualmente, observando cuidadosamente o meu uniforme escolar.

[Mais que design. E essas costuras … como diabos … umm …] Cavalheiro

 

De alguma forma, eu entendi o que estava acontecendo. Para resumir, este uniforme era raro. Talvez este mundo não tivesse esse tipo de roupa.

[… Se você quiser, eu poderia dar-lhes a você!] Touya

 

[Serio?] Cavalheiro

Por causa de minha proposta, o cavalheiro com o bigode mordeu a isca vigorosamente.

 

[Essas roupas quem me vendeu foi um comerciante viajante, mas vou dar a você se você gosta deles. No entanto, seria problemático se eu vender tudo o que visto. Assim, na próxima cidade, eu ficaria muito grato se você me desse roupas diferentes …] Touya

Não posso dizer que essas roupas são de outro mundo, então eu fiz uma lista de desculpas, apenas no momento. Se essas roupas fossem vendidas por dinheiro, eu estaria à salvo. E também não quero atrair a atenção, então desta maneira eu consigo matar dois pássaros com uma pedra.

 

[Muito bem! entre na carruagem. Eu vou te dar uma carona até a próxima cidade. E uma vez lá, eu faço algumas roupas novas, da maneira que você possa vender esses itens para mim.]

[Então trato feito.] Touya

 

O cavalheiro de bigode e eu apertamos nossas mãos firmemente. Eu entrei na carruagem, e depois de três horas de agitação, chegamos à cidade Rifuretto. Enquanto isso, o cavalheiro de bigode (que parece ser chamado Zanakku-san) aceita o meu casaco do uniforme, quando dei a ele dava para ver seu rosto cheio de excitação ao sentir a textura e olhar a costura. Zanakku-san estava no negócio de moda. E estava vindo de uma reunião. Falando de mim, eu estava apreciando a paisagem passando em frente de mim pela janela da carruagem. Vendo um mundo diferente. De agora em diante este é meu novo mundo.

Anterior | Índice | Próximo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s